quarta-feira, 18 de julho de 2012

A Cachoeira



Ola pessoal! Essa e a Primeira vez q estou aqui relatando uma inesquecível aventura que vivi há poucos dias atrás.
Numa tarde de sábado eu estava sem fazer nada em casa quando resolvi dar uma saída, então peguei minha moto e fui em direção a uma linda cachoeira para tomar um banho e distrair um pouco, chegando lá tirei minha bermuda e minha camisa ficando apenas de sunga e comecei a me banhar, pois havia algumas pessoas fazendo o mesmo com o passar do tempo percebi que algumas pessoas subiam uma trilha mais antes de ir percebi que em um canto isolado havia uma bela mulher morena, cabelos lisos, olhos castanhos claros usando um micro short e a parte de cima do biquíni estava um pouco triste e solitária na mesma situação que a minha então com o passar do tempo criei coragem e aos poucos fui me chegando próximo a ela mais devagar, então depois de alguns minutos nós estávamos conversando, me apresentei a ela e ela o mesmo seu nome e Ângela, casada sem filho e estava ali para tentar esquecer os problemas de casa, com o passar do tempo ela começou a se abri um pouco mais sobre o que realmente estava Acontecendo com ela, pois a relação dela estava de mal a pior então papo vai papo vem, já estávamos íntimos um do outro.Depois de um tempo os meus olhos não paravam de percorrer o belíssimo corpo dela o que me obrigou a ter que colocar minha bermuda, pois o receio era grande que ela percebesse como eu estava só de imaginar como seria debaixo daquele minúsculo shortinho vermelho mostrando aquela xana rachada.Então à tarde já caia e a maioria das pessoas estavam indo embora foi quando resolvi arriscar, perguntei se ela não queria subir a trilha junto comigo ela pensou um pouco mais aceitou e começamos mais o pior de tudo era que toda vez que os lugares eram de difícil acesso eu sempre tinha que empurrar ela por baixo e aquilo me deixava louco o pau já estava totalmente envergado dentro da bermuda a ponto de rasgá-la,então chegamos em um ponto alto e um pouco deserto,resolvemos parar para descansar,nós sentamos um pouco um de frente para o outro e começamos a conversar,foi então que ela disse estava cansada e eu não perdi tempo segurei os pés dela e comecei a massagear,foi quando ela disse não para,quase gozei só de ouvi e aos poucos eu abria as pernas dela e aquela visão me deixava cada vez mais excitado,então eu estava procurando as melhores oportunidades pra ficar a vontade e que ela visse como eu estava,então me levantei e disse que estava com vontade de mijar e a ouvi dizer: fique a Vontade então virei apenas pro lado e coloquei o mastro pra fora ainda duro e como demorou um pouco pra sair devido à ereção percebi que ela olhava depois que acabei vi ainda mais um olhar de desejo dela no momento que balancei,então voltei pro mesmo lugar e ela resolveu fazer o mesmo e sem sair da minha visão foi ai q eu ofereci minha camisa pra ela se secar, pois a não ouve recusa nem pensamento na ora ela pegou e esfregou naquela buceta rosadinha,então ela se levantou e se espreguiçou foi dai que nossos olhos se fixaram uns no outro e num impulso começamos a nos beijar longamente sem dizer nenhuma palavra dai o clima começou a esquentar,então eu a virei e encostei numa arvore de costa pra mim e fui beijando suas costas e descendo,retirei o shortinho dela dando mordidas na sua maravilhosa e redonda bunda,então coloquei minha cabeça debaixo das pernas dela e meti a língua na saborosa buceta enfiando de uma forma na qual a deixava louca de tesão e aos berros,depois de um tempo levantei-me e ela disse agora quero te chupar, me deu vontade desde o momento em que vi você mijar,foi o que ela fez a sensação era de explosão, pois sua garganta erra profunda e sua língua de algodão passando pelos 24cm de pica com 6 de largura,a briga era feia, pois ela não sabia se batia com ela na sua cara se colocava todo na boca,então nossas roupas serviram de cama no chão no meio do mato já escuro,eu me deitei e ela sentou de costa pra mim cavalgando rebolando e pedindo que eu desse tapas na bunda dela,então ela ficou de quatro e mandou que eu a rasgasse no meio foi o q eu fiz socava com raiva e vontade e ela aos berros como uma cabrita depois de varias posições ela pediu e eu a comesse encima de uma arvore,foi o que fizemos meio sem jeito mais fizemos,descemos novamente ela se encostou novamente numa das arvores e eu comecei a meter mais e mais assim que a sensação do gozo foi chegando minhas pernas começaram a bambear ela percebeu virou e ajoelhou na minha frente e em alguns segundos a cara dela estava cheia de porra; a mesma que ela não desperdiçou,com meu pau ela foi limpando e colocando na boca,e assim descemos e fomos tomar banho pra irmos embora,trocamos telefone e saímos varias vezes inclusive na casa do marido dela,historia q eu conto na próxima. Eu sou Felipe santos tenho 24 anos moreno 1,80, 80 quilos cabelos raspado olhos castanhos e espero q gostem e ate a próxima

Um comentário: